EUQUEROUM a loja on-line mais amada do Brasil

R$2.249,10

R$2.499,00

6 x de R$374,85 sem juros
5% de desconto pagando com Boleto Ver mais detalhes
Atenção, última peça!
Entregas para o CEP: Alterar CEP

Tabuleiro de Xadrez Batalha Épica de Gizé - Deuses do Olimpo vs Deuses do Egito - Verito

 

A História sobre a Batalha Épica de Gizé como nunca antes vista!

Seth, o deus das tempestades, do vento e da violência, assim como o homem, se deixou ser tomado pela ganância, inveja e pelo ego. Após matar seu irmão, o deus Osíris (deus da vegetação e dos mortos), e dividi-lo em 14 pedaços ao redor do mundo na tentativa de roubar seu trono, viu o mesmo ser encontrado e reconstituído por sua esposa, a deusa Ísis (deusa das sementes). Ísis, com a ajuda de Hórus, o deus falcão, trouxe o marido de volta a vida.

Seth, então, foi julgado e expulso para o deserto, onde passou a governar. Rejeitado pelos outros deuses, tomou as zonas áridas, os países estrangeiros e a planície do Nilo, comandando as caravanas e as protegendo em seu reinado. E assim se seguiu, durante milhares de anos.

Um dia, andando pelos desertos, Seth viu uma figura um tanto familiar. Se aproximou, desconfiado e em alerta. Em meio à neblina, reconheceu, então, que se tratava do deus Montu. Conhecido também por ser um deus associado à guerra, Montu contou a Seth sobre a sua revolta com os outros deuses e estas palavras agradaram ao deus do caos, que se sentiu revigorado e disposto a voltar a lutar pelo trono que sempre almejou. 

Foi aqui que tudo começou. Seth e Montu ainda não tinham forças para lutar contra todo o império egípcio, e criaram um plano perfeito para fazer com que os dois maiores reinados se destruíssem em uma batalha épica.

Seth e Montu uniram suas forças e começaram a atacar os templos de vários deuses, sabendo que, por lei, era proibido a interação direta entre deuses e homens.

Enquanto as guerras iam evoluindo, os templos eram atacados, povos destruídos e o exército de Seth ganhava força e territórios.

Enquanto isso, muito distante dali, os deuses do Olimpo estavam atentos às ações de Seth e Montu. Atena, Hera e Zeus acompanhavam cada passo dado pelo deus banido do Egito.

Desejando o equilíbrio entre as divindades, os seres humanos e a Terra, os olímpicos sabiam que, por ordens de Zeus, não poderiam interferir nas atividades alheias. Mas o próprio deus do raio se sentia desconfortável ao ver a possível turbulência que o mundo enfrentaria.

O equilíbrio se baseava na não interação entre deuses de linhas diferentes. Isso acontecia por conta dos costumes de cada templo, uma vez que, o que é certo para um lado, pode ser o completo oposto na visão do outro. A regra foi seguida ininterruptamente durante séculos. Mas, de repente, isso iria mudar.

Vendo que a destruição dos reinos poderia se transformar em um governo caótico e aterrorizante de Seth na Terra, Zeus ordenou a alguns centauros que protegessem seus mais importantes templos de adoração no mediterrâneo. Os seres metade homem/metade cavalo montaram uma barreira de defesa. 

Mas quando Seth se sentiu forte o suficiente, ordenou seu ato final: um grande ataque a um desses templos, onde Zeus era a principal divindade adorada.

Montu se posicionou juntamente aos centauros, tomando a frente de todo o exército. Armados com lanças, arcos e flechas e machados, aguardaram, enquanto Seth, de um ponto estratégico, preparava uma tempestade que atingiria o templo com grande força. 

Zeus, então, na tentativa de evitar o início de uma guerra catastrófica, se opôs aos próprios conceitos, e ordenou que seus guerreiros destruíssem o exército de Montu e, em seguida, enviou um raio poderoso em direção a Seth. O deus mais poderoso de toda a Grécia Antiga só não contava que Seth agiria rapidamente e se transformaria em um falcão, desviando-se do ataque. Naquele momento, Zeus iniciou uma perseguição ao deus falcão, atirando vários raios em sua direção. Então Seth, já prevendo este ato, desviou dos ataques e atraiu Zeus para sua armadilha final: Seth pousou sobre a pirâmide do Egito, que era o templo mais sagrado de Osíris, e Zeus, em seu momento de fúria, lançou em sua direção seu raio mais poderoso, que, com mais uma ágil manobra de esquiva do deus falcão, atingiu em cheio o templo, levando Osíris, Hórus, Ísis e outros deuses a saírem de seus salões para tentar entender o que havia acontecido.

Ao ver em seu território um ataque direto de Zeus, Osíris, cego por justiça, declarou imediatamente um ato de guerra. convocou então seus aliados mais poderosos, pois naquele momento precisariam defender seu império de todas as formas. 

Osíris, então, com seu enorme poder, desafiou os olímpicos para a batalha, levantando a pirâmide de Quéops e a virando de cabeça para baixo, transformando-a em uma arena de guerra. O que se criou dali em diante foi um palco magnífico, nunca antes visto na história, destinado a um confronto épico. 

Em auxílio a Osíris vieram: Thoth, que se multiplicou e se lançou na linha de frente; Priests, que observariam com atenção as fraquezas dos olímpicos; Ísis, que levantou dois obeliscos para proteger as laterais do tabuleiro; e Anúbis, o deus do submundo, que trouxe para a batalha a força e a fúria das almas injustiçadas.

Zeus, ao ver o palco de batalha, ficou ofendido com a ingratidão dos que, a princípio, seriam defendidos, e convocou os deuses olímpicos para lutarem também. E assim se iniciou uma batalha jamais imaginada antes. Zeus colocou seus soldados espartanos na linha de frente e, com a ajuda de Atena, fez-se criar do chão duas colunas Jônicas, como barreiras de defesa. Os centauros se prepararam para atacar e acompanhar Hera, que, sem medo, agiria de forma totalmente ofensiva.

Já um pouco distante do grande tumulto, Seth, o autor desta terrível guerra entre os mais poderosos deuses, ficou apenas assistindo a todo o evento, com um sorriso maligno em seu rosto e desejando a vitória dos olímpicos, para que pudesse, de alguma forma, assumir o trono do egito. 

Ele aguardaria o tempo que fosse necessário. Tudo pelo império.

 

Este Tabuleiro de xadrez é uma verdadeira obra de arte e muito cobiçado pela sua construção impecável e sua elegância visual. 

Este produto é sem dúvida uma alternativa perfeita para quem vai decorar escritórios, salas de reunião, cenários de filmes, ambientes finos, salas e principalmente para jogar com os amigos que vão se impressionar com o peso das peças e seu acabamento superior.

 

Dimensões do tabuleiro:

Alturas: 67cm (total); 55cm (base de metal); - 44cm (pirâmide)

Larguras: 51cm (total e pirâmide); 40cm (base de metal)

Comprimentos: 51cm (total e pirâmide); 40cm (base de metal)

Peso: 8,00kg

 

Dimensões das casas do tabuleiro:

Largura: 4,7cm

Comprimento: 4,7cm

 

Dimensões das peças Deuses do Olimpo.

Rei (Zeus):

Altura: 11 cm

Largura: 8,3 cm

Comprimento: 4,3 cm

Peso Aprox.: 42gr

 

Rainha (Hera):

Altura: 10,2cm

Largura: 6,2cm

Comprimento: 4,5cm

Peso Aprox.: 51gr

 

Bispo (Atena):

Altura: 9,8cm

Largura: 4cm

Comprimento: 4,5cm

Peso Aprox.: 32gr

 

Cavalo (Centauro):

Altura: 8,5cm

Largura: 4cm

Comprimento: 5,5cm

Peso Aprox.: 26gr

 

Torre (Torre do Jônica):

Altura: 8,1cm

Largura: 4,3cm

Comprimento: 4,3cm

Peso Aprox.: 34gr

 

Peão (Soldado Espartano):

Altura: 7,6cm

Largura: 4cm

Comprimento: 4cm

Peso Aprox.: 20gr

 

Dimensões das peças Deuses do Egito:

Rei (Osíris):

Altura: 11,8cm

Largura: 4,2cm

Comprimento: 3,4cm

Peso Aprox.: 52gr

 

Rainha (Ísis):

Altura: 11,1cm

Largura: 3,6cm

Comprimento: 3,3cm

Peso Aprox.: 44gr

 

Bispo (Priest Sacerdote):

Altura: 11cm

Largura: 4,1cm

Comprimento: 3,4cm

Peso Aprox.: 45gr

 

Cavalo (Anúbis):

Altura: 10,4cm

Largura: 4cm

Comprimento: 3,4cm

Peso Aprox.: 50gr

 

Torre (Obelisco):

Altura: 11,5cm

Largura: 3,4cm

Comprimento: 3,4cm

Peso Aprox.: 44gr

 

Peão (Thot):

Altura: 8cm

Largura: 4,2cm

Comprimento: 3,4cm

Peso Aprox.: 36gr

 

Especificações do produto:

Peças: Resina

Tabuleiro - Madeira Formicada

Base - Metal

Cor do Tabuleiro: Branco Marmorizado
Cor da Base: Preto
Peças Deuses do Olimpo: Branco com Detalhes Dourado
Peças Deuses do Egito: Preto com detalhes Dourado

Marca: Verito

Itens inclusos: 1 tabuleiro de xadrez modelo pirâmide + 1 base de metal + 32 peças + 2 rainhas extras sendo, uma de cada lado.

 

Sobre os personagens Olímpicos

 

Zeus (Rei)
Rei dos deuses e governante do monte Olimpo, deus do céu, do relâmpago, do trovão e das tempestades, comandante dos ventos e das nuvens, deus da lei, da ordem e da justiça. O filho mais novo dos titãs Cronos e Reia.

 

Hera (Rainha)
Rainha dos deuses. Deusa do casamento, maternidade e das mulheres. Seus símbolos são o cuco, o pavão, a vaca e a romã. Filha de Cronos e Reia. Esposa e irmã de Zeus.

 

Atena (Bispo)
Deusa virgem da sabedoria, ofícios e estratégia militar. Seus símbolos são a oliveira e o mocho. Filha de Zeus, de acordo com algumas tradições, com Métis.

 

Centauro (Cavalo)
O Centauro é uma criatura com cabeça, braços e dorso de um ser humano e com corpo e pernas de cavalo. São seres de extrema força física e conhecidos por terem as características racionais dos seres humanos, juntamente com alguns valores importantes dos cavalos, pelo ponto de vista da mitologia grega.

 

Torre Jônica (Torre)
A torre Jônica é um modelo de torre que está entre as 3 melhores e mais utilizadas nas construções que compõem as construções Gregas.

 

Soldado Espartano (Peão)
Soldados prontos para lutar por seus deuses e terras a qualquer momento, os combatentes gregos são conhecidos por suas táticas e grande ferocidade em batalha.

 

Sobre os personagens Egípicios

Osíris
 (Rei):
Osíris é o Deus do julgamento, do além e da vegetação, sendo considerado um dos mais importantes e populares da mitologia egípcia.

 

Ísis (Rainha):
Ísis é uma das divindades mais importante da mitologia egípcia, Deusa da maternidade e da fertilidade.

 

Priest Sacerdote (Bispo):
Os Priest tinham muito conhecimento sobre as características e as funções de cada Deus egípcio. Organizavam os templos e os rituais.

 

Anúbis (Cavalo):
Anúbis é o guia espiritual do mundo inferior e está sempre presente no julgamento do tribunal do submundo.

 

Obelisco (Torre):
Obelisco é um conjunto arquitetônico e na mitologia egípcia é guardado pela esfinge, um ser mitológico com corpo de leão e a cabeça de um faraó.

 

Thoth (Peão):
Thoth também conhecido como Zehuti ou Tehuti, era o Deus egípcio da magia e de todos os ramos de sabedoria e das artes, a quem se atribuía a invenção da escrita hieroglífica. A sabedoria de que era detentor fez com que fosse chamado para arbitrar conflitos.


Caro consumidor, a Loja EUQUEROUM trabalha com PRODUTOS NOVOS, ORIGINAIS E OFICIAIS!

Diga não à pirataria!

Nosso lema é: "Prefiro explicar o meu preço, ao me desculpar pela qualidade".

Devolução gratuita

Se você não gostou ou não se convenceu, pode devolver dentro de 7 dias após o recebimento.

Compre e cancele quando quiser.

Sua compra está protegida, cancele gratuitamente se você se arrepender. Dentro de 7 dias após o recebimento.